Roci Mendonça, cantora do Boi Bumbá Garantido, agremiação do tradicional Festival de Parintins, no Amazonas, morreu vítima de complicações da Covid-19, em Manaus. Aos 39 anos, a artista sofreu três paradas cardíacas, dias depois de dar à luz seu primeiro filho, segundo informações da família dela. O bebê nasceu de sete meses, no dia 31 de dezembro, enquanto Roci estava internada se tratando da Covid-19.

O recém-nascido ainda está na UTI Neonatal da maternidade Ana Braga, na capital amazonense. O Boi Garantido homenageou a cantora, chamada carinhosamente de Rouxinol entre os integrantes da agremiação.

“Canta rouxinol na porteira. Canta rouxinol na ribeira. Canta a Roci no céu. Aplausos pedimos agora, a quem o Supremo escolheu. Não cabe ao Boi Garantido selecionar a voz de Deus. Canta Roci. Canta no bem querer. Canta para sempre: teu boi Garantido nunca vai te esquecer”, diz a agremiação em nota.

Um dia antes, a agremiação amazonense perdeu outro integrante por causa da Covid-19. Rafael Marupiara não conseguiu vencer a luta contra a doença na sexta-feira (8)

Apresentador de afiliada do SBT também perde luta contra a Covid-19

Morreu na noite deste domingo (10) o apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, Stanley Gusman, vítima da Covid-19. O comunicador, de 49 anos, estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Villa da Serra, em Nova Lima, Grande BH.

Stanley foi diagnosticado com o novo coronavírus pouco antes do dia 31/12, véspera de Ano-Novo. O apresentador foi internado no dia 04/01 no hospital Villa da Serra, Nova Lima, na UTI em estado grave.

A confirmação do óbito foi feita por volta de 22h30. Na TV Alterosa comandou o “Alerta Alterosa”. Gusman também trabalhou na Band. Além de trabalhar na TV, Stanley era advogado e escritor.

Fonte: UOL
Foto: Reprodução